top of page
Buscar

Como montar um quartinho de criança em transição

Atualizado: 16 de jun. de 2021



Algumas pessoas me perguntaram sobre decoração de quarto de criança, e é um tema super bacana para mim, porque eu sempre decorei os quartos do meu filho pensando em algumas coisas importantes tanto para ele, como para eu e o pai dele. Então hoje vou te contar Como montar um quartinho de criança em transição!


Trazer esse tema hoje, com várias dicas, inspirações, conceitos e também um toque particular meu, está sendo bem especial. Porque quartinho de bebê e criança merece total atenção pois será o primeiro lugar em que eles passarão suas primeiras noites de vida. E quando mais crescidinhos, será o lugar que mais ficarão e terão uma relação muito forte com o ambiente, e onde vão se desenvolver.


Existem alguns estilos que podem ser seguidos quando pensamos nessas decorações infantis, e também alguns conceitos importantes a serem seguidos no desenvolvimento do quarto. Como eu elaborei um conteúdo bem completo para você sobre esse tema, resolvi dividi-lo em Parte I e Parte II.


Por isso, nessa Parte I, vou te dar várias dicas importantes sobre o uso diário de um quarto de bebê e criança e o que dá certo para uma rotina bem ativa que precisa ser funcional, e vai além da estética. Então vem se inspirar você também! Acompanha comigo!


Como eu decorei os 3 quartinhos do meu filho 💛


A decoração de quarto, tanto de bebê como de criança precisa ser pensada considerando a necessidade do espaço e o que é importante para o casal e para a criança no momento. Os quartos são desenvolvidos por fases, assim como eu fiz os do meu filho. Vou te contar sobre os 3 quartos que decorei nesses anos, conforme cada momento da vida dele.


  • O primeiro quartinho dele foi na nossa casa, onde ele nasceu. Pensamos em alguns itens importantes.


Eu precisava de um armário para guardar muita fralda, muitas roupas de recém nascido e itens de higiene, roupas de cama, e coisas de criança em geral, por isso optamos por algo em que tivéssemos bastante armazenamento.
Como eu tinha a necessidade de ter tudo isso de forma personalizada, mandei fazer móveis planejados junto com uma bicama, que serviria de apoio, pois por ser recém nascido, poderia precisar que alguém dormisse no quarto em algum momento. Nos primeiros meses de nascido, minha mãe e minha avó me ajudaram muito, então essa cama também serviu para elas dormirem em casa.



Além disso, a poltrona de amamentação com puff também me auxiliou muito para alimentá-lo, ergonomicamente também foi essencial para minha postura correta e relaxamento na hora de amamentá-lo. Essas condições auxiliam na estimulação da produção do leite, e proporcionam uma experiência positiva na amamentação, além fazer parte do acolhimento no momento único de conexão entre mãe e filho.


Também colocamos uma cômoda grande, que serviria para acomodar mais roupas e sapatinhos, itens de higiene do dia a dia, aquecedor pequeno para trocá-lo após o banho, além de servir de apoio ao trocador, que protege o recém-nascido e auxilia os pais nessa rotina. E na parede, colocamos nichos para organizar remédios, itens de uso diário e alguns objetos decorativos também.






O berço nós optamos por um modelo que tivesse várias alturas conforme a idade do pequeno, e que pudesse se transformar em cama ao longo dos anos, para que tivéssemos apenas um único item por alguns anos, e que fosse bem versátil. No quarto atual que vou mostrar a seguir, te mostro como o berço está hoje em dia como cama.







Então conforme as minhas necessidades, eu priorizei mandar fazer os móveis do quarto para colocar todas essas atividades e me atender da maneira que eu precisava, pois não dava para comprar um móvel como queria, com cama embutida. E no espaço entre o armário e o berço, coloquei a poltrona, então havia também a limitação da metragem. Mas como resultado, ficou um quarto bem lindo, do jeito que ele merecia.





Além disso, optamos por decorar de forma bem baratinha, já que investimos nos móveis planejados, então adesivamos as paredes com essas bolinhas coloridas em tons neutros para combinar com a parede de um azul bem clarinho. O quarto todo foi neutro, mas com um toque delicado e infantil, através dos quadros e objetos de decoração.





Eu falei sobre como decorar sua casa de forma barata com esses itens aqui nesse post, e também as opções de adesivamento de parede que existem e ajudam muito quem tem um orçamento restrito, como era meu caso. Confere lá!



E para finalizar, para a iluminação escolhemos fazer um teto estrelado, com luzes de fibra ótica sobre um teto rebaixado de gesso com vários “furinhos” que acomodam os pontos de luz. Isso deu um toque todo especial ao quarto da minha riqueza, transmitindo a experiência de olhar as estrelas todas as noites antes de dormir. Ficou bem especial 💛

  • O segundo quartinho foi em Blumenau/SC, quando moramos lá por um ano e era um imóvel de aluguel, onde já haviam alguns móveis, então utilizamos o que estava no apartamento.



Esse quarto nós não pintamos, colocamos apenas os quadrinhos da casa anterior para decorar e trazer vida ao ambiente, juntamente com os objetos de decoração que ele já tinha, as roupas de cama que deram uma cor ao quarto, sem mexer muito nas paredes e móveis.

A cômoda que já estava no quarto era bem alta, o que acabou atrapalhando bastante no momento de trocá-lo. Por isso, se possível, opte por um móvel desse tipo com uma altura correta ergonomicamente para você, pois uma cômoda muito alta não dá para trocar a criança.


Como havia uma cama de solteiro no cômodo, acabamos utilizando-a para trocar ele, e como apoio também de maneira geral.


  • E o terceiro e atual quartinho dele também é de aluguel, mas esse pudemos mexer mais. Como era um ambiente completamente vazio, tivemos a liberdade em decorar como queríamos.

Esse quarto optamos por um tom neutro e unissex, com decoração bem barata e infantil, e escolhemos um tema em transição, para ele poder usar mais velho. Também é um quarto que permite a mobilidade e independência da riqueza, sempre pensando em algo que fosse a carinha dele.



Como ele tinha menos coisas que no primeiro quarto, por exemplo, com menos roupas e outros itens, eu priorizei um quarto com menos móveis para ele ter a liberdade de brincar dentro do ambiente, caminhar e ficar mais à vontade. Por isso não tem uma cama auxiliar, justamente para ele ter mais espaço.

Os brinquedos e pendurador de roupas optamos por deixar baixos, na altura que ele consegue mexer e pegar, além de acrescentar um tapete de brincar para sentar, fazer suas brincadeiras e ter um espaço só dele.
Os itens decorativos colocamos no alto para ele não mexer ou quebrar, ainda mais que está numa fase que tudo quer cutucar! Então nas prateleiras colocamos bichinhos para decorar, fotos e coisas mais cuidadosas dele.

O guarda roupa foi escolhido para ter bastante gaveta, e de um preço bom. É de um modelo adulto, pois geralmente os infantis não têm muitas gavetas, justamente porque você já compra a cômoda junto, o que não era a minha opção. Então comprei um com design bonito, pés em madeira estilo retrô, de uma cor legal e neutra.





A pintura na parede optamos por uma faixa de cor vibrante, de tom verde água, escolhemos a “Frescor de Menta” da Coral para destacar os móveis brancos. Acrescentamos adesivos bem baratinhos em formatos de confete, para ter um ambiente bem alegre, como ele 💛



E a cama, como mencionei anteriormente, era o primeiro berço dele. Por ser bem versátil, é um móvel que conseguimos usar nessa idade ainda enquanto ele cabe, pelo menos até os 4 anos dele. E por ser baixa, permite mais autonomia, menor risco de queda, e para evitar isso, sempre deixamos travesseiros e ursos próximos a cama para caso ele precisar sair ou acabar escorregando, não se machucar.


E como iluminação, escolhemos essas luzinhas em formato de gotinhas coloridas, que dão um charme especial juntamente com os adesivos. E a noite fazem a função de abajur, para ele não dormir completamente no escuro e se sentir mais seguro.




Então cada quarto é desenvolvido conforme as fases da vida da criança, e também adequado às condições dos papais. Tivemos diferentes prioridades ao longo desses anos, antes ele tinha mais coisas e necessitava de mais espaço e apoio, agora com menos coisas e maior autonomia, ele precisava de menos móveis e mais espaço para poder brincar dentro do quarto.


Quando você pensar na decoração de quarto de criança, considere esses 5 pontos importantes:

  • Necessidades da criança e do casal

  • Condição financeira

  • Condição do espaço

  • Fases da vida

  • Personalidade do pequeno ou pequena


Pois eu sempre falo aqui no Blog como é importante imprimirmos a nossa personalidade em todos os ambientes da casa, e no quartinho dos nossos pequenos, também! Claro que ao ser recém-nascido vai muito dos gostos e escolhas do papai e mamãe, mas conforme a criança for crescendo, é importante entender o que ela precisa e o que ela gosta também. E por que não colocá-la para participar desse momento? Confere meu Instagram, que lá mostrei como a minha riqueza nos ajudou na preparação desse novo quartinho 💛



 


E se você gostou de como eu decorei os 3 quartinhos do meu filho e de como é possível ter o quarto que você sonha para o seu pequeno, acompanha no post Parte II que lá eu expliquei o que não pode faltar em um quartinho de bebê, com várias referências e inspirações para você, além de explicar a importância de cada um desses itens no quarto de bebê.


Todos tem um papel fundamental na composição da decoração, mas também na rotina diária de papais e mamães que se utilizam do quartinho de várias formas, e claro, da criança que vai se desenvolver nesse ambiente tão especial 💛



Aproveite pra assistir o vídeo que te conto como reformar e montar um quartinho de criança, com todos os materiais e itens importantes

que pensamos para um projeto.


Se inscreva para receber conteúdos exclusivos e dicas mágicas como essa :)

Comments


bottom of page