top of page
Buscar

O que não pode faltar em um quartinho de criança

Atualizado: 16 de jun. de 2021



Em continuação ao post anterior Parte I, sobre como montar um quartinho de criança em transição, nesse conteúdo vou te detalhar os itens fundamentais ao compor a decoração do quartinho dos pequenos.


Porque como falei, o quartinho de bebê e criança merece total atenção pois será o primeiro lugar em que eles passarão suas primeiras noites de vida. E quando mais crescidinhos, será o lugar que mais ficarão e terão uma relação muito forte com o ambiente, e onde vão se desenvolver. Então acompanha comigo o que não pode faltar quando você pensar em decorar o quarto do seu pequeno!


ITENS FUNDAMENTAIS NA COMPOSIÇÃO DO QUARTINHO DE BEBÊ E CRIANÇA

Para trazer mais inspirações para você sobre decoração de quarto infantil, eu separei algumas dicas que também podem ser adaptadas em cada orçamento e te ajudar na hora de decorar esse espaço tão especial da casa. Mas antes, confere a listinha abaixo sobre o que não pode faltar no quarto dos pequenos:


  1. Berço versátil (podendo virar uma cama posteriormente), ou cama para os mais crescidinhos;

  2. Cômoda com bastante gavetas para guardar tudo o que precisa à mão, com altura ergonomicamente correta;

  3. Guarda-roupas com várias divisórias e bastante espaço para os itens da criança;

  4. Poltrona para amamentação com puff, para auxiliar na ergonomia da mamãe ao aninhar seu bebê, e também proporcionar conforto e relaxamento;

  5. Prateleiras para decoração e objetos importantes;

  6. Cortinas ou persianas que ajudam a barrar a luminosidade, principalmente pela manhã ou em momentos de amamentação;

  7. Cama auxiliar, se for possível no espaço, caso precise dormir com a criança ou apoiar para fazer trocas de roupas e fraldas;

  8. Uma decoração bem especial aos pequenos, com a carinha deles ou como o papai e mamãe sonhar para seu bebê.


Berços:

O berço do bebê ajuda a garantir uma boa noite de sono, além de ser um item de proteção e que deve ser pensado para uso por alguns anos. Investir em berço deve ser uma escolha consciente e bem organizada, pensando nas necessidades da criança e dos pais. Além de considerar também o tamanho do espaço como um todo, e os demais itens que vão compor o quartinho. Aqui estão algumas opções:



  • Berço americano:


Mais comum aqui no Brasil, o berço tradicional é uma opção mais em conta e mais fácil de encontrar, juntamente com o colchão e roupas de cama. Ideal para montar um quartinho menor, pois suas medidas são menores em comparação com outros.




  • Berço cômoda multifuncional

De ótimo custo benefício, esse modelo é multifuncional pois se tem dois móveis em um, além de berço, pode ser usado para apoiar roupinhas e itens de higiene e decoração, por exemplo, ou servir como trocador (só fique atento ao tamanho da cômoda, pois geralmente são pequenas e dependendo da criança, é necessário utilizar outro local para troca). Alguns já possuem uma bicama, o que facilita quando se tem mais uma criança no quarto ou precise ser utilizado por outra pessoa para tomar conta do bebê.

  • Berço redondo ou oval


Ele serve aos primeiros meses da criança, já vem com o colchão arredondado e pode ser expandido conforme o bebê for crescendo. Após o primeiro período, é necessário comprar um colchão maior quando for estendido.


  • Berço balanço

Indicado para crianças em seus primeiros meses, e deve ser trocado a medida que ela for crescendo, pois suporta determinado peso, por isso é importante os pais ficarem atentos às fases da criança e os movimentos que ela desenvolve ao longo do tempo. Ajuda na hora de dormir pois é bem prático aos pais pelo fato de ser um balanço.

  • Berço moisés

O moisés é indicado para os primeiros meses de vida do bebê e para os pais que querem a criança dormindo próxima, pois é de fácil transporte. Mas ao notar sinais de que o bebê começou a rolar, deve ser substituído imediatamente por um berço convencional, para evitar risco de queda.

  • Berço cegonha

Esse modelo proporciona uma boa adaptabilidade ao bebê após a vida uterina, pois oferece movimentos similares ao do útero da mãe e foi feito para deixar essa transição mais tranquila e confortável. É indicado somente até os 3 meses do bebê, pois não oferece segurança a crianças maiores, deve ser instalado no quarto dos pais, e substituído pelo berço fixo após esse período.

  • Berço montessoriano

Berço que oferece maior versatilidade ao pais, pois pode ser transformado em cama no estilo montessoriano ao longo dos anos, além de proporcionar mais liberdade à criança, que pode explorar seu espaço de forma segura. Indicado também por psicopedagogos e médicos, por auxiliar a criança em seu desenvolvimento desde os primeiros anos através da sua autonomia no ambiente.

  • Berço portátil


Se a rotina dos pais é de levar a criança à diferentes lugares ou viagens, vale a pena investir nesse modelo de berço, pois com as laterais feitas de tela, além de permitir um ambiente fresco para respirar, possibilita maior visibilidade ao seu redor, o que ajuda a criança a não se sentir sozinha e os pais a estarem sempre de olho.

É maior que o berço americano, bem flexível e pode ser usado com chiqueirinho. Melhor ainda quando é uma opção mais leve e de fácil montagem e desmontagem.


  • Minicama


Como eu mostrei no novo quarto do meu filho, existem alguns berços que viram minicamas e tem uma vida útil maior do que um berço normal, pelo menos uns 2 anos a mais. E isso é bem interessante economicamente aos pais, além de ser bem versátil para a criança. Nesse modelo, as grades podem ser retiradas e o estrado abaixado. Opte por modelos que usem um colchão padrão, para facilitar a escolha das roupas de cama nessa transição.


Cômodas:

Elas são de grande utilidade para organização do quartinho, pois é possível guardar roupinhas, fraldas, sapatinhos ou o que preferir, por conta de ter muitas gavetas. E isso facilita ao armazenar itens de uso diário, além de servir como trocador do bebê, se for de uma altura ergonômica correta.



Elas podem vir em kits com guarda-roupa infantil, o que torna o quarto bem harmonizado e com móveis que combinam entre si. Para quem está buscando decorar um quarto de bebê do zero, é uma excelente opção!



É importante medir todo o cômodo e também esse móvel antes de montar a decoração completa, pensando na circulação do espaço e alinhamento do ambiente como um todo. Para quartos menores e mais compactos, vale investir em um guarda-roupa com cômoda embutida, pois se ganha mais espaço para o berço e a poltrona de amamentação, além de otimizar a passagem do quarto.

Guarda-roupas:

Como eu expliquei, os guarda-roupas podem vir em conjunto com a cômoda, sendo a pronta entrega ou planejado para embutir. Mas da maneira que escolher, é importante considerar as necessidades da criança e dos papais, e entender qual será o uso desse móvel.


Escolher um guarda-roupas infantil com muitas prateleiras é bem vantajoso para se organizar as roupas e sapatos do pequeno, as roupas de cama, as fraldas. Para quartos menores, é interessante optar por um móvel com portas de correr, para otimizar espaço e não interferir na mobilidade e circulação. Mas para quem não tem essa restrição, um armário infantil robusto e espaçoso de 3 ou 4 portas vai atender bem as necessidades da criança e do ambiente.


Mas além da funcionalidade, é importante pensar também na estética. Se o cômodo é mais neutro, um guarda-roupas colorido vai se destacar e harmonizar com o ambiente. Mas se quiser investir em uma opção mais simples, pode utilizar as dicas que dei sobre adesivamento nesse post, e adicionar adesivos temáticos ao armário dos pequenos, além de ser uma dica bem baratinha!


Poltrona de amamentação com puff:

A poltrona de amamentação é um artigo indispensável no desenvolvimento do quarto do bebê, e é um móvel desenvolvido por especialistas em puericultura, a área da saúde que estuda os cuidados com o acompanhamento do desenvolvimento infantil.


A amamentação é um momento único de conexão na vida de mãe e filho, mas no início não é nada fácil. Por isso, é essencial escolher uma poltrona confortável, fácil de se movimentar, de altura e apoio de braços e pés ergonomicamente corretos que auxiliarão nessa fase tão especial na vida de ambos, pois ela permite que a mamãe e bebê aproveitem mais esse momento de forma relaxada.




Esse item possibilita que a mãe fique com as costas retas e evita o surgimento de dores, bem como a sensação de braços cansados, favorecendo a circulação. Ajuda a aliviar o estresse, ainda mais por se tornar uma atividade desgastante no início da amamentação se mãe e bebê não se adaptarem bem. Além disso, o movimento de balanço colabora na produção do leite materno e acalma os sintomas de cólicas tão presentes nos primeiros meses de vida do neném, e favorece o relaxamento e sono do pequeno.

A poltrona tradicional possui um balanço relaxante e acolhedor, bem similar a famosa “cadeira de balanço” de antigamente, sendo o ambiente ideal para amamentação, mas também pode ser utilizada para ninar o bebê, contar histórias e aproveitar os primeiros meses de vida do bebê. Atualmente elas possuem designs encantadores, com texturas e modelos diversos para compor o quartinho do pequeno de forma bem harmoniosa.

E a poltrona dupla de amamentação é uma novidade no mercado, que permite que duas pessoas compartilhem desses momentos com a criança, aumentando assim o vínculo com a família. Ambas as opções podem ser complementadas com bolsas organizadoras laterais para guardar itens necessários que fiquem à mão no momento da amamentação, e também a almofada para amamentar, desenvolvida essencialmente para essa função e auxilia na sustentação do corpo do bebê, para que fique na posição correta ao se alimentar.

Prateleiras

Sua função é decorativa e organizadora, e quando bem alinhada à decoração do quartinho, torna o ambiente especial por completo! Pode-se usar para guardar ursinhos, brinquedos, livros, objetos de uso diário, fotos e itens importantes aos papais e crianças. Os nichos também atendem bem essa função e preenchem a decoração de forma harmoniosa.


Existem diversos modelos disponíveis no mercado, é importante considerar o objetivo desse artigo no quarto do bebê e buscar adequar aos tons da parede e dos móveis que compõe o espaço.









Ideal para itens que devem ficar fora do alcance dos pequenos, algumas prateleiras podem suportar até 40kg e substituir estantes para otimização do espaço. Com design lúdico, cores e formas diferentes, é uma excelente opção de decoração e organização de quarto infantil.


Cortinas e persianas:

A cortina do quarto de bebê é essencial para barrar a luminosidade, principalmente pela manhã ou em momentos de amamentação, e também evitar ruídos, tornando o quarto mais aconchegante e proporcionando um melhor descanso à criança.

Primeiramente, deve-se levar em conta a decoração do quarto como um todo, verificar se a melhor opção é cortina ou persiana, para que qualquer uma das duas possa harmonizar com o ambiente. Além disso, é importante considerar as demais texturas presentes no quarto (falei sobre elas nesse post), como o kit berço, roupas de cama, almofadas e tapetes, se for o caso.

Em seguida, entender qual o objetivo desse item na decoração do quarto infantil. Se for apenas para fins decorativos, uma cortina lúdica e de acordo com o tema do quarto é o suficiente, trazendo leveza e amplitude ao ambiente. Mas se pretende oferecer mais privacidade e controle de luz e ruídos, uma cortina blackout é a melhor opção.

A persiana também tem uma vantagem bem funcional, pois facilita a limpeza, ideal para bebês e crianças alérgicas, além de favorecer o controle de luminosidade de formas variadas através dos ajustes das lâminas, para ser utilizada nos momentos mais adequados à rotina.

Cama auxiliar

A cama auxiliar ou de apoio é indispensável, pois nos primeiros meses de vida do neném, ele acorda diversas vezes durante a noite para mamar e é inevitável que as mamães fiquem exaustas no início dessa rotina. Por isso, a cama auxiliar é uma boa sugestão tanto para a mãe como para o pai não ficarem indo e voltando do seu quarto, além de poder observar o bebê de perto em caso de necessidade.

Além disso, as visitas constantes também podem usufruir desse artigo no quarto da criança e auxiliar nessa rotina que inicialmente é bem agitada. Mas a cama de apoio também pode servir como trocador, quando a criança está mais crescidinha e se movimentando bastante, o que dificulta a troca na cômoda.

E para quem não tem muito espaço no quarto, mas não quer abrir mão desse item, não precisa ficar de fora dessa super vantagem da cama auxiliar, pois no berço multifuncional que eu citei acima, existem opções 3 em 1: berço + cômoda + cama de apoio. Não é uma maravilha? E pode ser usada somente quando necessário, sem atrapalhar a circulação do espaço. E o melhor é que sua vida útil é bem longa, pois posteriormente se pode usar a cômoda como criado mudo e reaproveitar a estrutura inteira.

E para finalizar, não podemos deixar de lado a:


Decoração bem especial


Como eu sempre falo, toda a decoração deve imprimir o estilo e personalidade dos usuários de um ambiente. Mesmo sendo um espaço criado para bebês e crianças ainda em desenvolvimento, a decoração deve conter tudo o que o papai e a mamãe sonharam ao pequeno ou pequena 💛 seguindo inspirações, cores e temas específicos, alinhando às condições do espaço e orçamentos.


Por se tratar de um ambiente em que ele passará várias fases de sua vida, é importante se atentar às transições e sempre considerar quartos que atendem essas diferentes fases.



 


O importante mesmo é transformar o quarto do seu pequeno num lugar lúdico, de conforto, funcional, aconchegante e que seja pensado nas necessidades e objetivos como um todo. Sempre lembrando das fases da vida da criança, então buscar móveis multifuncionais, artigos de decoração que tenham uma vida útil mais longa, além de ser um espaço de desenvolvimento infantil, faz do quarto da criança um ambiente exclusivo e acolhedor.


E aí? Curtiu essas dicas de decoração de quarto de bebê e sobre o que não pode faltar em um quartinho de criança? É muito especial criar conteúdos que possam auxiliar de maneira positiva na vida das pessoas, e eu espero que estes posts Parte I e Parte II tenham te ajudado a se inspirar e entender a importância de se decorar o quartinho do seu pequeno de forma consciente e sempre com muito amor.


Fique por dentro dos conteúdos do blog, que atendendo a pedidos, no próximo post vou falar sobre o que muitas pessoas pensam: Muitas pessoas tem o pensamento de "Não vou mexer no que não é meu", mas por que não? Vou te ajudar a decorar seu cantinho de aluguel com a sua personalidade e claro, gastando pouco 💛


Se inscreva para receber conteúdos exclusivos e dicas mágicas como essa :)


Comments


bottom of page