top of page
Buscar

As melhores plantas para dentro de casa!

Atualizado: 16 de jun. de 2021



Sobre um conteúdo que eu amo: PLANTAS!


Quem aí ama uma decoração com plantas? Eu também!!! Sem dúvida nenhuma, elas trazem vida aos ambientes e ajudam a melhorar o ar e a energia de todo o espaço, eu particularmente sou super adepta a ter plantas por todos os cantos, e eu realmente tenho praticamente em todos os cômodos do meu apartamento, e também um mini jardim vertical!


E hoje, atendendo a pedidos do meu Instagram, vou te mostrar como escolher as melhores opções de plantinhas para dentro da sua casa! Nem todo mundo pode ter um jardim externo, mas quem disse que não se pode cultivar essas verdinhas dentro de casa?

Vou te mostrar como isso é possível e te ajudar a fazer a melhor escolha, conforme o seu ambiente e o seu gosto também! Hoje vou te contar sobre:


  • Plantas de porte pequeno e médio;

  • Folhagens de médio e grande porte;

  • Plantas específicas para cada cômodo da casa.


Acompanha comigo!


“QUEM PLANTA, SEUS MALES ESPANTA!"


A felicidade é como planta, tem que regar para florescer 💛 e quem adora uma plantinha sabe a felicidade que é ver uma floração e ela cheia de vida! Mas será que dá para ter planta dentro de casa, e principalmente, em apartamento?


Eu te digo que sim!


Existem muitas plantas que se adaptam super bem em ambientes fechados e à sombra, essas são ideais para se ter dentro de casa. Mas nunca se esqueça que elas precisam de sol, mesmo que indireto, por isso é importante sempre escolher lugares próximos a janelas para receber luminosidade.



Existem muitas espécies que ficam super bem dentro de casa, e é sobre elas que vou te contar e quais é bacana cultivar em cada ambientes.


Eu fiz um post sobre algumas opções baratinhas para se ter dentro de casa, para quem quer decorar gastando pouco, e as plantas servem como elemento de decoração de interiores também. Mas hoje eu te trouxe algumas dessas opções e vou explicar como que cada planta se adapta melhor em determinado cômodo.


Aqui vão algumas dicas antes de escolher a sua planta para dentro de casa:



  • Verificar se é possível tê-la próximo a luminosidade natural e um pouco de ventilação, aqui definimos qual espécie de planta será.


  • Observar se há espaço suficiente para colocá-la dentro de casa, aqui definimos o tamanho do vaso.


  • Considerar o móvel que vai receber essa planta, se ele não causará nenhum dano a planta ou ela não vai estragar de nenhuma maneira o móvel que servirá de apoio, aqui escolhemos se serão suspensas ou não.


  • Identificar se existe a possibilidade de irrigação periódica ou até mesmo adubação, aqui conhecemos os hábitos da pessoa para saber se é possível manter uma rotina de cuidados. Não é indicado, por exemplo, quem viaja muito e passa muito tempo fora, ou ter plantas em casas de campo e praia, sem que não tenha o hábito de rega e cuidados periódicos.


Sobre a luminosidade, é possível notar se a planta gosta de sol direto ou indireto pela cor de suas folhas, quanto mais verde escuro = mais sombra, se a folha for mais clara = mais sol direto. Lembrando que TODAS NECESSITAM pelo menos de luminosidade natural, chamadas “meia sombra”.


Dito isso, agora vamos escolher a espécie da sua verdinha, e se ela será de pequeno ou médio porte.

Entre as de porte pequeno podemos destacar:

Suculenta e cactos:

Eu já contei sobre elas aqui nesse post, são super fáceis de cuidar e existem diversas opções de espécies. Ideal para quem não consegue acompanhar a rega sempre, pois não gostam de água por serem de clima desértico. Por isso, se for de sua escolha, opte por suculentas de meia sombra dentro de casa e sua irrigação com conta gotas ou borrifadores. De porte pequeno, ficam bem em jardineiras, pequenos vasos e podem decorar qualquer cantinho próximo a janelas.


Violetas:

São uma boa opção de porte pequeno à sombra, mas deve-se atentar à rega semanal, nunca pulverizando água em suas folhas para não danificar a planta. A água nem demais nem de menos, mas sempre que notar a terra seca. Ajudam a tornar a decoração super delicada!




Cyclamen:

Também se adapta muito bem próximas às janelas, pois gostam de pouca luminosidade e sol, podendo receber água 1x na semana no frio, e até 2x no calor. Suas flores são conhecidas por nascerem “ao contrário”, e tornam a decoração bem alegre com suas variadas opções de cores.



Como porte médio, aqui podemos citar algumas:

Orquídeas:

Quem quer entrar para esse universo da orquidofilia, assim como eu, é uma ótima opção de cultivo, mas requer um certo cuidado, pois as orquídeas não gostam de muita água e algumas espécies preferem luminosidade difusa. Elas necessitam de adubação, mas promovem uma floração e decoração bem elegante aos ambientes. É uma excelente opção de se manter em casa.



Dica bônus: a melhor espécie que se adapta à sombra e maior umidade é a Phalaenopsis, conhecida como Orquídea Borboleta, encontrada na versão de médio porte mas também a versão mini.



Antúrios:

Também possuem uma bela floração e são adeptos à ambientes internos, também encontrados em versões de pequeno e médio porte, são uma ótima pedida para quem é iniciante no cultivo pois são de fácil cuidado. Adoram muita luminosidade, mas deve ser indireta, não podem ficar diretamente no sol. Devem receber a rega constante mas sem encharcar, gostam de umidade, mas nada de excessos tá? E suas folhas podem receber água, o que inclusive promove um brilho lindo!








Flor de maio e de outubro:

Como o próprio nome já diz, são duas plantas que florescem nesses meses, mas podem dar flor em outras épocas também. Da família das cactáceas, elas adoram sol e luminosidade, mas não suportam essa exposição por mais de 4 horas, por isso são plantas que se adaptam bem dentro de casa, quando respeitando a luminosidade natural e sua irrigação. Devem receber água apenas quando a terra estiver seca, 1x na semana geralmente, mas em locais de clima mais quente, pode-se aumentar a rega semanal.

E possuem uma grande variedade de cores para decorar seu cantinho e encantar!


As verdinhas mais comuns de porte médio e grande são as folhagens, e é sobre elas que vamos falar agora.



Como eu disse anteriormente, para identificar quais plantas são adaptáveis para se ter dentro do apartamento ou casa, é só olharmos a cor das folhas, quanto mais verde escuro = mais sombra, se a folha for mais clara = mais sol direto.


Então aqui vou te dar algumas opções de folhagens lindas para decorar seu cantinho:






Dentre as de porte médio, podemos citar algumas que ficam bem suspensas:



Samambaias:

Também já apareceram aqui no blog, são uma opção excelente para se ter dentro de casa, pois elas ajudam a fazer a troca da umidade do ambiente e melhoram a qualidade do ar desses espaços. De irrigação frequente, a samambaia gosta de solo úmido, mas em excesso pode apodrecer suas raízes. Ideal que seja oferecido um pouco de água diariamente, ou pelo menos 3x na semana.









Asplênio:

Ficam bem em pendentes e à meia sombra, crescem com facilidade chegando até a 90cm de altura, e sua rega deve ser frequente, de 3x a 4x na semana. Indicada para quem tem tempo livre para cuidar de plantas e manter as irrigações.








Jiboia:

É para quem adora plantas suspensas na decoração, pois elas se adaptam super bem dentro de casa em meia-sombra. Sua irrigação é bem simples, apenas sendo necessário manter o solo úmido regando 1x a 2x na semana em dias frios, e de 3x a 4x em dias quentes. Para a jiboia, o solo deve ser adubado e rico em matéria orgânica, com húmus de minhoca ou composto orgânico a cada três meses.








E as médias que se adequam melhor a vasos, são:


Bromélia:

É uma opção super legal para decorações de interiores, pois existem diversas cores diferentes e é uma planta que gosta de ficar à meia sombra, além de muita água! Por isso é importante tomar cuidado com o mosquito da dengue. A rega deve ser constante para manter de forma moderada as raízes úmidas. É importante também molhar as folhas em dias quentes.









Zamioculca:

É uma folhagem bem popular na decoração e paisagismo, pois é uma espécie muito resistente e fica bem em ambientes de pouca luminosidade e ventilação. De fácil cuidado, ela não gosta de muita água, podendo ser regada 1x na semana ou a cada 15 dias dependendo da estação do ano.









Lança de São Jorge:

Ideal para ambientes pequenos, pois é uma planta vertical e compacta, se encaixa perfeitamente em cantos e espaços menores. Extremamente versátil, ela se adapta a ambientes de iluminação difusa, pouca ventilação, e também com sol pleno. Sua irrigação é bem simples, necessitando apenas 1x por semana ou a cada 2 semanas.








E por fim, as de porte grande para ambientes fechados, separei pra você 4 opções:




Palmeira ráfia:

Sua estrutura é bem semelhante ao bambu, com visual sofisticado. Seu tamanho geralmente é de 2m a 4m, e o ambiente deve ser de sombra e com ventilação natural, deve tomar cuidado com o ar condicionado, pois pode queimar as pontinhas de suas folhas. Com substratos (compostos orgânicos), a palmeira precisa de umidade, mas sem encharcar, por isso se o substrato estiver molhado, não regue.










Pleomele:

É uma folhagem bem flexível, que pode se adaptar à meia sombra ou sol pleno, podendo atingir uma altura média de 2m a 3m em vaso, e 6m em seu habitat original. É excelente para se ter dentro de casa pois ajuda na remoção de compostos tóxicos do ar, segundo pesquisa conduzida pela NASA. A terra deve ser adubada e estar sempre úmida, e em ambientes de ar condicionado, é preciso borrifar água nas folhas 1x na semana para evitar ressecamento.






Pau d’água:

É um arbusto grande, com altura média de 3m a 6m de altura, e em seu habitat de origem pode chegar até 15m. Fica bem em iluminação difusa, o solo deve ser adubado e sua rega regular, mas sem encharcar, de 1x a 2x por semana. E se as pontas ficarem secas, pulverize água e aumente a frequência na irrigação. Assim como a Pleomele, ela também auxilia na remoção de compostos tóxicos do ar, ideal para cultivo dentro de casa.




Costela-de-adão:

Quem quer um toque tropical na decoração, essa é uma ótima opção! É uma folhagem espaçosa e resistente, de crescimento rápido ela pode chegar até 6m de altura e suas folhas a 1m. Gosta de local bem iluminado, mas sem luz direta, e sua irrigação deve acontecer de 2x a 3x na semana e em menor frequência em períodos de frio. Como cuidado especial, é importante limpar suas folhas que podem empoeirar com o tempo.





E ao final, como prometido, vou te contar quais são as melhores plantas para cada cômodo:

Quartos:

Esses ambientes precisam de plantas que proporcionem um aroma agradável e que auxiliem na purificação do ar.

  • Espada de São Jorge: limpa o ar e purifica

  • Lavanda: aroma agradável e ameniza ansiedade

  • Hera: limpa o ar e purifica

  • Alecrim: tranquilizante e aromático



Sala de estar e jantar:

Plantas de meia sombra já citadas, que ajudam a eliminar compostos tóxicos do ar.

  • Antúrios: purificam o ar

  • Crisântemos: decoração e de fácil cultivo

  • Jiboia: purificam o ar

  • Lírio da paz: decoração e de fácil cultivo



Banheiro:

Espécies que devem ser mantidas próximas às janelas, pois mesmo sendo de meia sombra, precisam de luminosidade para fazer fotossíntese.


  • Orquídeas: gostam de ambiente úmido e quente

  • Samambaias: melhoram a qualidade do ar

  • Avencas: em chás, têm ação anti-inflamatória e estimulante

  • Bromélias: decoração versátil e colorida





Cozinha:

É ideal que se tenha temperos e ervas à mão, porém todas abaixo necessitam de luz solar o quanto puder, por isso coloque os vasinhos e jardineiras próximos à janela.

  • orégano

  • tomatinho-cereja

  • tomilho

  • alecrim

  • pimenta vermelha

  • salsinha

  • coentro

  • cebolinha








Varanda:

Nas áreas externas, você pode acrescentar qualquer opção que fique bem ao sol, algumas das já citadas que são versáteis, e também de folhas verde claro. Sempre pesquise antes de inserir plantas em locais externos e se atente às irrigações! Tem um conteúdo bem completo sobre decoração de varanda no blog, confere lá!


  • Flores

  • Babosas

  • Ervas






 

Essas foram as super dicas para você colocar vida dentro da sua casa ou apartamento, as plantas são essenciais para nosso bem estar físico e emocional. Mesmo que você não tenha o hábito de cultivar e cuidar, muitas plantinhas são de fácil manutenção e não requerem tanto talento assim, apenas amor!


Eu como uma amante das plantas, adoro sempre ter por perto essas verdinhas que encantam e trazem alegria a todos os cômodos da casa. Espero que esse conteúdo tenha sido importante para você, como foi para mim em criar.


Fique por dentro dos conteúdos do blog, que no próximo post vou te contar sobre Pisos e revestimentos, como escolher?, um dos temas pedidos que recebi no Instagram, e que vai te ajudar a escolher a melhor opção pro seu lar 💛


Aproveite e assista o vídeo que explico o jeito certo de cultivar plantas na varanda com 5 super dicas, garanto que elas nunca mais serão as mesmas! Se você adora ter plantas mas não tá sabendo como fazer, esse vídeo pra você:


Se inscreva para receber conteúdos exclusivos e dicas mágicas como essa :)


Comments


bottom of page